Como evitar que lotes de vacinas sejam descartados

Como evitar que lotes de vacinas sejam descartados

No final de outubro, por conta de temperatura inadequada, um lote de vacinas do Ministério da Saúde avaliado em R$ 14.814.812,27 ficou comprometido. A DPU (Defensoria Pública da União) do Rio de Janeiro explicou que a Secretaria de Saúde de São Paulo, para onde o carregamento seria levado, rejeitou a carga com 280 volumes de diversos tipos.

Entre as vacinas transportadas estavam: pentavalente, hepatite B, varicela, tríplice viral, soro antirrábico humano e poliomielite oral, que exigem um controle de temperatura de 2° a 8°, porém foram expostas a menos 0° e congelaram.

Para garantir as propriedades das vacinas, e evitar excursões de temperatura a nossa farmacêutica do laboratório Valida, do Grupo Polar, Nátaly Knychalla comenta que “Segundo o Guia da Anvisa, versão 2, a vacina compõe o grupo dos medicamentos biológicos, ou seja, são aqueles medicamentos constituídos de moléculas proteicas, e sua atividade biológica é dependente de sua integridade estrutural, por esse motivo são sensíveis as variações de temperatura.”

Ela também explica que “Para produtos biológicos, as temperaturas de armazenagem e transporte são extremamente relevantes para a manutenção de qualidade do produto ao logo de sua vida útil e para minimizar as variações, cuidados especiais devem ser tomados, por isso é de extrema importância a qualificação de transportes que objetiva encontrar uma embalagem que proteja o produto durante o transporte, mantendo a faixa de temperatura e a integridade. Mesmo após a qualificação da embalagem é importante que haja um acompanhamento e monitoramento do transporte da carga, que pode ser realizado com o auxílio de dataloggers, mantendo assim o controle da temperatura.”

O Grupo Polar possui equipamentos tecnológicos próprios e parcerias internacionais, e oferece diversas opções para o monitoramento de temperatura e rastreamento de produtos durante todo o processo (produção, armazenamento e transporte), evitando que medicamentos tão importantes sejam descartados e inutilizados.


Compartilhar:

Newsletter


Cadastre-se em nossa newsletter e fique por dentro das novidades.

Contato